quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Cine Catástrofe - Capítulo 1




O cinema catástrofe ou desastre (em Inglês, Disaster Movies), compõe-se de um gênero de filmes cujo tema principal é uma catástrofe em andamento ou um iminente perigo para a humanidade. Eles costumam trazer um grande elenco, muitos efeitos especiais e várias linhas de enredo; e concentrar-se sobre as tentativas dos personagens para evitar, fugir ou resistir aos efeitos da desgraça.

 Geralmente são contados a partir do ponto de vista de personagens individuais específicos ou suas famílias. A personagem principal, vários jovens e muitos extras, geralmente morrem antes da resolução da história... Ou seja, o cinema brincando de assustar o espectador, mas vinculado a um contexto cotidiano, natureza, transportes...o que amplia a insegurança e faz o medo mais concreto.



Eles podem ser sobre desastres naturais, como terremotos, vulcões, enchentes, tsunamis, avalanches e furacões (ou ciclones, tornados).  Ou, anda, uma colisão hipotética de um asteroide, meteoro ou cometa com a Terra. 



É claro que o homem também é responsável quando provoca incêndios, vírus,  pragas incontroláveis​​, vazamentos radioativos, explosões nucleares, aquecimento global, ou acidentes com navios, trens, aviões, submarinos, naves espaciais, ou...




Filmes de desastres são quase tão antigos quanto o próprio cinema. Um dos primeiros foi "Fire!" (1901) feito por James Williamson da Inglaterra. O filme mudo mostra uma casa em chamas e os bombeiros que chegam para apagar o incêndio e resgatar os habitantes. As origens do gênero também podem ser encontrados em "In Nacht und Eis" (1912) de Mime Misu, sobre o naufrágio do Titanic; "Atlantis" (1913) de August Blom, também sobre o Titanic...







... "Noah's Ark" (1928), a história bíblica do Gênesis sobre o dilúvio; "Deluge" (O Dilúvio,1933) de Felix E. Feit , sobre maremotos devastadores New York City; e "Os Últimos Dias de Pompeia" (1935) de Ernest B. Shoedsack e Merien C. Cooper ( a dupla de King Kong de 1933), sobre a erupção vulcânica do Monte Vesúvio em 79 d.c. 







 "The Hurricane" ( O Furacão,1937) de John Ford, é um clássico sobre uma violenta tempestade tropical arrasando uma fictícia ilha do Pacífico Sul. 





O drama "San Francisco" ( A Cidade do Pecado,1936) de W. S.Van Dyke, retratou o histórico terremoto de 1906 em San Francisco, enquanto "In Old Chicago" ( Na Velha Chicago,1937) de Henry King, recriou o grande Incêndio que queimou a cidade de Chigago em 1871 , "The Stars Look Down" ( Sob a Luz das Estrelas, 1940) de Carol Reed, examina a catástrofe em uma mina de carvão no nordeste da Inglaterra. Em comum, os filmes da época tinham histórias românticas como assunto principal, e as catástrofes como elemento dramático...



                              San Francisco em chamas após o terremoto, no filme de 1936 






Inspirados pelo fim da Segunda Guerra Mundial e o início da Era Atômica, filmes de ficção científica da década de 1950, utilizaram rotineiramente catástrofes mundiais como elementos do enredo. When Worlds Collide ( O Fim do Mundo, 1953) de Rudolph Maté, mostra um astrônomo descobre que a terra vai colidir com uma estrela e lidera a construção de uma nave para salvar a humanidade da extinção, numa nova versão da Arca de Noé.







 Esta tendência continuou com "The Day the Earth Caught Fire"( O Dia em que a Terra se Incendiou, 1961) de Val Guest, e "Crack in the World" ( Uma Fenda no Mundo, 1965) de Andrew Marton . O primeiro sobre os efeitos mortíferos de testes nucleares na temperatura mundial, e o segundo com uma explosão nuclear no centro da Terra, que causa uma fenda que pode transformar o planeta em pedaços!







 Tal como na era do cinema mudo, o naufrágio do R.M. S. Titanic continuaria a ser um desastre popular entre cineastas e público. "Titanic" (Náufragos do Titanic, 1953) de Jean Negulesco, trazia  Clifton Webb e Barbara Stanwyck , como um casal infeliz no matrimônio, que tenta se reconciliar a bordo do navio fatídico...



... seguido pelo clássico filme britânico  "A Night to Remember" (Somente Deus por Testemunha, 1958) de Roy Ward Baker, a melhor e quase documental versão do fato até hoje. 




 No filme de ação / aventura americano " The Last Voyage" ( A Última Viagem, 1960) de Andrew L. Stone, o Navio SS Claridon, começa a afundar após uma explosão na sala da caldeira. 



Robert Stack vive um homem que tenta desesperadamente salvar sua mulher (Dorothy Malone) e filho do desastre. O filme, conclui com o naufrágio dramático do navio ("Esta foi sua última viagem"),  e foi nomeado para o Oscar de Melhores Efeitos Visuais.



"Kakatoa, East of Java" (Krakatoa, o Inferno de Java, 1968) de Bernard L.Kowalski, é um drama de aventuras foi o precursor de uma grande leva de disaster-movies nos anos seguintes. Conta como um grupo de aventureiros tenta resgatar um tesouro em meio a nativos revoltosos e a terrível erupção do vulcão Krakatoa , na Indonésia (fato real acontecido em agosto de 1883). O filme é famoso por errar no próprio título original, já que Krakatoa fica a Oeste e não Leste de Java.



O  grande boom dos filmes de desastre ocorreu durante a década de 1970, começando com "Airport" ( Aeroporto, 1970) de George Seaton, baseado no best-seller de Arthur Hailey. Um psicopata ameaça explodir um avião de passageiros trancado na pista durante uma tempestade de neve.

 Neste filme,  aparecem todos os clichês que serão famosos nos filmes de desastres; muitas estrelas e rostos familiares (Burt Lancaster, Dean Martin, George Kennedy, Jean Seberg, Jacqueline Bisset...) com papéis pequenos, de modo que o espectador pode se lembrar quem é quem, e quem é o personagem que morre a cada vez...
Aeroporto foi indicado para 10 prêmios da Academia, incluindo Melhor Filme, vencendo Helen Hayes como Melhor Atriz Coadjuvante .  




Como curiosidade mórbida e dentro do assunto, o Boeing 707, alugado pela Universal Films para as filmagens, teve vários donos depois do filme e acabou operado pela Transbrasil...e caiu sobre a cidade de Guarulhos, SP, em Março de 1989; causando 25 mortes e centenas de feridos...









Um comentário:

  1. Ótimo texto. Já vi vários filmes citados, mas tem alguns ae que nem sequer ouvi falar. Vou dar uma pesquisada sobre eles.

    http://filme-do-dia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir