quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Os Gatos no Terror: Parte 2 - Ficção, Fantasmas e Comida Enlatada

O cinema fantástico dos anos 50 foi marcado pelos filmes de ficção científica, com invasores de Marte (e redondezas), robots, monstros atômicos e animais e pessoas mutantes. Mas sempre havia um jeito de mostrar vez ou outra um inocente gatinho como um animal ameaçador. No clássico "The Incredible Shrinking Man" (O Incrível Homem que Encolheu, 1957) de Jack Arnold, Grant Williams é a vítima de uma mutação e encolhe para um tamanho diminuto, fazendo com que coisas corriqueiras do dia-a-dia se tornem uma grande perigo. Uma das mais destacadas (inclusive no poster do filme) é a ameaça do gato Butch, que o caça  como um rato por toda a casa...





Problema similar já havia aparecido em "Dr. Cyclops" (Delírio de um Sábio, 1941) de Ernest B. Schoedsack. Cinco pessoas são reduzidas a um quinto de sua estatura por um sábio louco e enfrentam entre outros perigos o gato preto do cientista, agora um gigante feroz para eles.





Na cultura japonesa, os gatos são animais de sorte e prosperidade, mas graças a suas características e "personalidades misteriosas", também estão envolvidos em muitas lendas sobrenaturais. Uma das mais famosas é a dos "Bakenekos", gatos fantasmas que podem assumir a forma humana, geralmente de mulheres e por algum motivo de vingança. O cinema fantástico do Japão possuí um prolífico sub-gênero chamado "Kaibyo Eiga" (ou Bakeneko-mono)  baseado nestas lendas e em uma famosa peça teatral do século XIX. Um dos filmes mais antigos é "Arima Kaibyo Den" (Legend of Ghost Cat of Arima) de 1914. Dezenas de exemplares deste gênero foram produzidos dos anos 30 até os anos 70 como "Kaybio Nazo no Shamizen" (Ghost Cat's Mysterious Shamizen,1938, foto abaixo)...



"Nabeshima Kaybio-Den" ( Ghost Cat of Nabeshima, 1949) "Kaibyo Arima Goten" (Ghost Cat of Arima Mansion, 1953); "Borei Kaibyo Yashiki" (Black Cat Mansion,1958, abaixo)...



 "Kaibyo Otama-Ga-ike" (The Ghost of Otama Pond, 1960) ou "Kaidan Nobori-Ryu" (Blind Woman's Curse, 1970). Existiram até famosas atrizes especializadas nos papéis de "mulheres-gatos" como Suzuki Sumiko (anos 30) e Irie Takako (anos 50). Também existem dezenas de filme como mesmo tema em produções Chinesas e Coreanas...





Um grande clássico do gênero é "Yabu no Naka no Kuroneko" (O Gato Preto, 1968) de Kanedo Shinto, sobre duas mulheres, sogra e nora, que são estupradas e mortas por Samurais durante uma guerra civil. Um fiel gato preto toma o sangue das duas e anos depois, elas retornam como belas mulheres-gato prontas para seduzir e matar. A volta do filho-marido, agora um herói de guerra, culmina com a destruição dos espíritos vingativos...




   De volta ao Ocidente, tivemos o maravilhoso "The Shadow of the Cat" (A Sombra do Gato, 1961) de John Gilling. General, Um gato doméstico é a única testemunha do assassinato de sua dona pelo marido dela e dois comparsas. O bichano começa a perseguir os culpados e acaba provocando suas mortes e de outras pessoas envolvidas no caso. O gato é uma presença ameaçadora sem ser explicitamente sobrenatural. Gilling faz um ótimo uso de câmera subjetivas para expressar o ponto de vista do gato (algo incomum na época) e simular a visão dele.  




                       General, o gatinho vingativo...

Em "Eye of the Cat" (Os Felinos, 1969) de David Lowell Rich,  um homem (Michael Sarrazin) é convencido pela namorada a assassinar a rica e inválida tia dele (Eleanor Parker). Acontece que ele sofre de Ailurofobia e seu tia tem a casa cheia de gatos...



 Depois de matar um dos bichanos acidentalmente, ele passa a ser aterrorizado pelos outros gatos, além de ser assustado também pela namorada e por seu irmão igualmente ganancioso. Os gatos espertos também  se colocam contra o casal de traidores... O elenco principal (no caso, os gatos) foram treinados por Ray Berwick, responsável também pelos animais de "Os Pássaros" de Alfred Hitchcock.



Do terreno meramente Exploitation veio o delicioso (opa!) "The Corpse Grinders" (1971) de Ted V. Mikels. Uma onda de ataques misteriosos e aparentemente sem motivos de gatos contra seres humanos assustam uma cidade americana. Uma enfermeira e sua namorado médico investigam e descobrem a fábrica de comida para gatos Lotus Company.



 Os gerentes da fábrica descobriram que triturar corpos humanos e fazer com eles a base da comida enlatada é bastante lucrativo e os bichanos adoram! (apesar de assim, desenvolverem gosto pela carne humana, o que explicaria os ataques).



 Os corpos são providenciados principalmente por Caleb (Warren Bull), jardineiro do cemitério local e vez ou outra por alguma vítima jogada diretamente no triturador
de carne. 



Então todos agora sabem...nada de "Whiskas" para seus bichanos...o que eles gostam mesmo é de "Lotus" : Um Sabor Sem Igual!!!

Um interessante filme feito para a TV aproveita a conexão entre os gatos e a cultura egípcia antiga. "The Cat Creature" (O Amuleto Egípcio, 1973) de Curtis Harrington, fala sobre uma coleção de raros objetos do Egito antigo que estão sob inventário. 

Um amuleto com a deusa Bastet é roubado e a múmia de uma princesa a qual ele pertencia também desaparece. Enquanto a polícia e uma dupla de arqueólogos investigam, uma série de assassinatos parecem ser cometidos por felinos domésticos.





 Tudo é culpa da múmia, agora viva como uma bela mulher (Meredith Baxter) e que para conservar a vida eterna comanda os gatos para ajuda-la. Uma homenagem do diretor aos antigos filmes de Val Lewton da RKO (veremos em um outro capítulo...), com um elenco estelar que inclui: John Carradine, Gale Sondergaard, Stuart Whitman, David Hedison, Keye Luke, John Abbott e o falso Peter Lorre Jr. (Eugene Weingand).





Continua...

Um comentário: