quinta-feira, 9 de novembro de 2017

VLAD!




No século XV, a atual Romênia  era um país que estava dividido entre o mundo cristão e o mundo muçulmano ( a Turquia). Eles estavam em guerra contra o Império Otomano, que lutava para conquistar a região. Vlad II (1390-1447) defendia a região romena da Transilvânia (na Valáquia) de ataques dos turcos com sucesso, tanto que chamou a atenção do sacro imperador romano Sigismundo de Luxemburgo.




Em 1431, Vlad II entrou para a Ordem do Dragão, uma fraternidade secreta militar e religiosa, cujo objetivo era proteger a igreja católica contra heresias, criada por Sigismundo e sua segunda esposa, Barbara Von Cilli. Outro objetivo da Ordem, era organizar uma cruzada contra os turcos, que haviam invadido a Península dos Balcãs. Quando Vlad II entrou para a Ordem do Dragão, ele ganhou  o apelido Dracul que vem do latim draco ("dragão"), e passou ser chamado Vlad II Dracul.


                               Símbolo da Ordem do Dragão (na Romênia atual)


Só que Vlad II Dracul  se aliou a quem estava combatendo: os Otomanos! Ele se uniu ao sultão turco Murad II ( o poderoso conquistador chamado na época de "A Magnificência do Mundo, O Farol da Criação") e passou a combater Sigismundo e todos da Ordem do Dragão! 
Mas,  Murad II queria lealdade total, e desconfiado armou uma emboscada para Vlad e seus dois filhos (Radu e Vlad III). Vlad II Dracul foi preso, acusado de deslealdade. Para salvar seu pescoço e reinado, ele teve que deixar seus dois filhos como reféns na cidade turca de Adrianopla. Primeiro eles foram tratados como reféns de "luxo" e educados nas  artes, costumes e religião turca no Enderun Kolej; depois, Vlad III foi enviado para a  infernal prisão de Tokat, aonde aprendeu e sofreu as artes da tortura, e Radu (chamado "O Belo"), foi dado como escravo sexual para Mehmet,filho de Murad...
Vlad II voltou para a Romênia e reassumiu o trono de Voivode (Príncipe) da Valaquia com o apoio dos turcos, tendo que pagar tributos e outros favores a eles. Também surgiu a ameaça da Hungria, que se firmava como uma potência na época. Em 1447 o húngaros invadiram a Valáquia :  Vlad II Dracul morreu vítima de uma emboscada por John Hunyadi da Hungria, e Mircea, foi cegado com ferro em brasa e enterrado vivo. Hunyadi colocou então o segundo primo de Vlad, Vladislau II da Hungria como o novo Voivode.


 Vlad III Nasceu em 8 de Novembro de 1431, na cidadela medieval de Sighișoara na região conhecida como Transilvânia - Romênia ( A casa onde ele nasceu ainda está de pé nos dias de hoje, e é um restaurante temático).




Vlad III recebeu a melhor educação típica para um filho da nobreza, e segundo consta, era dotado de grande inteligência e ótima forma física, se destacando como guerreiro e atleta imbatível.   
Ele permaneceu refém  dos turcos até 1448.
Esses anos de cativeiro, foram fundamentais na formação do seu caráter. Relatos de seus captores o descrevem como insubordinado, trapaceiro, ardiloso e bastante bruto e cruel, inspirando medo aos seus próprios guardas.


Vlad invadiu a Valáquia com apoio dos turcos em outubro de 1448, mas Vladislau retornou e Vlad se refugiu no Império Otomano até o final do ano.  Este retorno tardio de Vlad III teria confundido os moradores da região, que pensaram ser Vlad II retornando anos após a sua morte. Isso teria ajudado a criar a lenda de sua imortalidade.




Vlad III passou a assinar vários documentos com o sobrenome Draculea, que significa "filho do dragão", uma referência a seu pai, Vlad II Dracul. Ele retornou à Moldávia em 1449 ou 1450 e depois para a Hungria. Draculea ficou exilado até 1451, quando voltou e se curvou a John Hunyad (ou Hunyadi János) - que matou seu pai e irmão - na Transilvânia. Por interesses políticos mútuos, Drácula e Hunyad se aproximaram de modo que Hunyad foi o último tutor de Drácula. Com ele, Draculea aprendeu muito sobre estratégia antiturca, pois participou de muitas campanhas contra os turcos em regiões que hoje conhecemos como antiga Iugoslávia. Ele ficou sob a proteção de Hunyad, até 1456. Depois da morte deste, ele invadiu a Valáquia com apoio húngaro, onde lutou com Vladislau e o matou. Vlad então começou a expurgar todos os boiardos da Valáquia para fortalecer sua posição. Logo, ele entrou em conflito com o saxões da Transilvânia, que apoiavam seus oponentes: Dan II da Valáquia e Bassarabe III da Valáquia, irmãos de Vladislau e o meio irmão ilegítimo de Vlad, Vlad, o Monge. Draculea atacou e saqueou vilas saxãs, levando prisioneiros para a Valáquia, onde os empalou.  A paz foi restaurada na região em 1460, e Vlad Draculea se manteve no poder até 1462. 



A maioria das atrocidades remetidas a ele são do período de 1456 até 1462, quando era Voivode da Valáquia. Foi durante esse tempo que ele lançou seu próprio ataque contra os Turcos ( que o haviam colocado no poder). Seu ataque foi relativamente bem sucedido inicialmente. Suas habilidades como guerreiro e sua bem conhecida crueldade fizeram dele um inimigo temido. Em 1462, os turcos liderados pelo sultão Mehmed II ( seu velho inimigo, o filho de Murat) retomam a Valáquia para substituir Vlad por seu irmão mais novo, Radu. Vlad então tentou capturar o sultão uma noite em Târgoviște, no mesmo ano, mas o sultão e muitos comandantes de seu exército partiram da Valáquia, enquanto vários cidadãos passaram a apoiar Radu para o trono. Vlad buscou auxílio na Transilvânia com Mathias I (Matthias Corvinus, ou Matia Corvin em romeno), rei da Hungria, mas Matthias o traiu e Vlad III Draculea ficou preso 12 anos em um castelo . Quando a primeira esposa de Vlad (não se sabe o nome dela) soube que ele fora preso, e que de Radu estava chegando para se apossar do castelo, ela decidiu suicidar-se saltando da torre do castelo Poenari, no rio Arges. Lendas afirmam que ela disse  "Prefiro que meu corpo apodreça e seja comido pelo peixe do Argeş do que ser prisioneira dos turcos"
Vlad foi mantido em cativeiro em Visegrád  (Hungria) entre 1463 e 1475. Foi neste período que anedotas e comentários sobre sua crueldade começaram a circular por toda a Europa. Foi também no cativeiro que Vlad conheceu a mulher que seria sua segunda esposa: Ilona Szilagy, irmã de Corvinus.




Vlad foi libertado a pedido de Estêvão III da Moldávia, no verão de 1475. Ele lutou no exército de Matthias contra os otomanos na Bósnia, no começo de 1476. Tropas húngaras e búlgaras o auxiliaram a forçar Bassarabe III, que tirou Radu do poder, a fugir da Valáquia em novembro. Bassarabe retornaria com apoio otomano antes do final do ano, e Vlad foi cercado e morto. Os turcos o decapitaram e sua cabeça foi colocada em uma estaca e ficou em exposição. Seu corpo foi enterrado no monastério de Snagov, próximo de Bucareste ( foto abaixo). Em 1931, um grupo de arqueólogos descobriu seu túmulo e seus restos foram levados para o Museu de História de Bucareste... de onde desapareceram, aumentando os mistérios...





Era o fim de Vlad III Draculea... E o começo de uma lenda...




 O Príncipe da Valáquia, Vlad III, também ficou conhecido como Vlad Țepeș, Vlad, o Empalador.



Empalamento era um método de tortura e execução que consistia na inserção de uma estaca pelo ânus, vagina, ou umbigo até a morte do torturado. Que podia demorar até 48 horas, com dores terríveis e  sede... Draculea aprendeu este método com os turcos na prisão de Tokat, e passou a ser a sua tortura favorita.





Herói nacional da Romênia, o príncipe Vlad Tepes , foi um homem que tentou reformar seu país e resistir às invasões otomanas, usando todos os caminhos disponíveis, por mais cruel que seja, para ter sucesso. A ideia de que a causa justifica tem em Vlad Tepes um exemplo perfeito.



Na Valáquia, Vlad é homenageado em baladas populares e lendas camponesas, principalmente nos vilarejos das montanhas que cercam o próprio castelo de Drácula, região onde ele é mais lembrado. Vlad é realmente parte importante na reconstrução do passado. Os camponeses se orgulhavam dos feitos militares de Drácula, não importando os métodos por ele utilizados para tanto.




A derrota final de Drácula(agora vamos tratá-lo simplesmente assim...) aconteceu no auge da popularização da invenção da impressão com tipos móveis, o que proporcionou a Internet da época, poder dar ao povo o que eles queria ler: Sexo & violência. "A história de Drácula oferecia ambos, de forma espetacular, e seus inimigos inundaram a Europa com as propagandas virais da época- Panfletos!"

                                                    (C.C. Humphreys, em "Vlad")




              Vlad Tepes caçando com um cão, estátua em uma igreja na Romênia...

Fica difícil estabelecer estatísticas sobre aquela época, mas segundo relatos alemães, ao atacar um de seus inimigos na cidade de Amlas, Drácula teria matado cerca de vinte mil pessoas : Mulheres, homens e crianças...Empalados!


Outra cidade que ficou ligada ao nome e crueldade de Drácula, é Brasov. Dizem que em suas colinas é que as vítimas de Vlad eram empaladas e deixadas para morrer e apodrecer ao sol. Conta-se que em uma destas colinas, Drácula jantou e tomou vinho entre centenas de cadáveres.




Existe também uma narrativa russa que fala de um boiardo (nobre), que veio para uma festa em Brasov e não aguentando o cheiro do sangue coagulado e carne apodrecida, fechou suas narinas com os dedos num gesto de repulsa. Drácula mandou que fosse trazida uma estaca e a exibiu ao visitante dizendo: "Fica ali, bem afastado, onde o mau cheiro não vai te incomodar". E mandou empalar o homem em uma estaca mais alta para ele ficar no ar mais limpo...

Contam que certa vez, dois emissários turcos se recusaram a tirar seus turbantes para o reverenciar em sua chegada, e por causa disso, Drácula mandou pregar os chapéus em suas cabeças.




Também dizem as lendas que um dia Drácula viu um aldeão com a camisa toda suja e lhe perguntou se sua esposa era saudável. O aldeão respondeu que sim e sua mulher teve ambas as mãos decepadas; e o príncipe arrumou outra esposa para o aldeão e lhe mostrou o que acontecera com a antiga, para que servisse de exemplo...



Outra narrativa conta que para limpar as ruas de Targoviste (capital da Valaquia), Drácula teria convidado todos os mendigos, doentes e andarilhos para um grande banquete. Centenas apareceram. Depois de comerem e beberem bem, Drácula mandou trancar e incendiar o prédio com todos dentro.








Mais sobre Drácula em Quadrinhos, livros & Filmes no blog CONTOS DE VAMPIROS: http://contosdevampiroseterror.blogspot.com.br/2016/11/dracula-origem-contada-em-livros-filmes.html


Muito se fala que Draculea/ Vlad Tepes foi a inspiração para o Conde Drácula, personagem fictício que dá título ao livro de Bram Stoker escrito em 1897. Na verdade Stoker sabia muito pouco sobre o príncipe valaquiano do sec. XV. "Originalmente, o vilão de seu livro iria se chamar "Conde Wampyr". Então Stoker descobriu um relato de um viajante inglês sobre uma viagem através dos Cárpatos, feita nos anos 1820. O Viajante menciona brevemente uma figura notória de séculos anteriores, um homem famoso por suas barbaridades. Ele também escreveu que o nome "Dracula" na língua local significava "filho do diabo"". 

                                                                     (C.C. Humpreys em "Vlad")

Stoker utilizou então o nome, e a região da Europa famosa por seu folclore gótico e seus castelos...

Falando em castelos... O  imponente castelo de Bran ( na comuna de Bran, Braşov - entre a Transilvânia e a Valáquia ) ,habitualmente conhecido como o "Castelo do Drácula", é promovido pelo turismo romeno como a residência do personagem do Drácula de Bram Stoker, sendo uma espécie de "Disneylândia macabra". O local serviu como entreposto militar na época de Vlad Tepes, mas não existem registros que o príncipe tenha residido (ou até mesmo visitado) no local...






O verdadeiro Castelo de Vlad é a citadela Poenari ( também chamada de Citadela de Tepes), no monte Cetatea, em Arefu, Arges-Romênia. 



As ruínas de Poenari, e alguns adereços para os turistas, diferentes dos caixões do castelo Bran...



A crença que Drácula é um morto vivo ( varcolaci, em romeno) veio (entre outros fatos) de que em uma de suas muitas batalhas o voivode levou um forte golpe na cabeça e parecia ter morrido. Depois de ver o seu líder caído seus homens bateram em retirada levando consigo seu corpo.  Antes da fuga ser realizada, Vlad III acordou do coma como se nada tivesse acontecido, e logo depois de recobrar os sentidos retornou à batalha levando seu exército à uma de suas mais sangrentas e vitoriosas batalhas, criando assim a crença que ele havia retornado dos mortos como um morto vivo...

Filmes sobre o Drácula de Stoker? Existem centenas! Sobre Draculea? ...





Vários filmes  estabeleceram conexões entre  Vlad Tepes e o Drácula de Stoker. De “Drácula” (1973) de Dan Curtis, com Jack Palance; Passando pelo “Drácula de Bram Stoker” (1992) de Francis Ford Coppola, até o recente "Dracula Untold" (Drácula: A História Nunca Contada, 2014) de Gary Shore. 

Em 1975, foi lançado o documentário sueco "In Search of Dracula" (A Verdadeira História de Drácula) de Calvin Floyd e Tony Forsberg, baseado no livro de mesmo título de Radu Florescu ( Renomado historiador romeno, descendente de uma família nobre da época de Vlad) & Raymond McNally.




Narrado por Christopher Lee, o documentário olha os fatos históricos, o folclore, a literatura e os filmes sobre o personagem. Chris Lee aparece novamente como o Conde, e também em cenas como Vlad Tepes...



O Melhor filme sobre o Voivode ainda é "Vlad Tepes" (a Verdadeira História de Vlad, o Empalador", 1978) de Doru Nastase...



Um drama histórico muito bem produzido da Romênia, país natal de Drácula...




Em 134 minutos, mostra as intrigas políticas, fatos, heroísmos e crimes bárbaros de Vlad (Stefan Sileanu) depois de 1956...



Apesar de destacar a face heroica do Voivede como protetor de seu povo e inimigo ferrenho dos Otomanos, o filme não o poupa de suas contradições, e em meio a grandes batalhas e conspirações políticas, são mostrados os empalamentos e fatos como os mendigos queimados depois do banquete e os emissários turcos tendo seus turbantes pregados...

O Drácula da ficção é um monstro sobrenatural chupador de sengue humano. Muitas vezes simplesmente demoníaco e dominador, por vezes, romântico, perturbado, sofredor e cômico...
E o verdadeiro Drácula? Faça seu julgamento. Ou, não...

P.S. A "História Verdadeira" de Vlad Dracul é um quebra-cabeças com inúmeras versões, por vezes conflitantes. Li e pesquisei durante meses, e peneirei como pude, checando informações rivais. Abaixo, as fontes mais importantes nesta pesquisa.

Bibliografia:

– Ralf Peter Martin – Los Drácula. Vlad Tepes el Empalador y sus antepasados.

– C.C. Humphreis – Vlad – A Última Confissão (novela).

– Vlad Tepes 1978 (filme).

- Raymond McNally & Radu Florescu –Em Busca de Drácula e Outros Vampiros, e

-Drácula: Mito ou Realidade.

sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Perigo! Monstros Amorfos e Bolhas Carnívoras Atacam!




Monstros Amorfos:  Criaturas que não possuem uma forma definida. Matéria informe ou disforme. Bolhas vivas, gosmas, protoplasmas, coisas rastejantes...

 “Cósmicas, sobrenaturais ou artificiais, as 'coisas' alimentam-se da humanidade e ameaçam-na por inteiro.  Essa categoria representa o nosso medo das coisas disformes que não podem ser definidas, categorizadas, classificadas.”  (Luiz Nazário em “Da Natureza dos Monstros”)





Um interessante sub-gênero dos filmes de ficção científica-terror envolve estas criaturas informes- bolhas nojentas, gelatinosas, perigosas...Às vezes horrendas, muitas vezes hilárias...





    BLOB-AMORFOGRAFIA SELECIONADA:
"The Quartemass Xperiment" (The Creeping Unknown/Terror que Mata, 1955)




Diretor: Val Guest
Roteiro: Richard Landau (baseado em  Nigel Kneale) 
FX: Les Bowie
Stars: Brian Donlevy, Jack Warner, Margia Dean




* O Dr. Quartemass (Donlevy) supervisiona um projeto britânico para enviar o primeiro ser humano ao espaço. Três astronautas pioneiros são enviados. Apenas um retorna (Victor Wordsworth), infectado por um fungo alienígena que vai provocando mutações terríveis em seu corpo, até  ele virar  um monstro sem forma...






Primeiro sucesso da Hammer, rodado em p&b e baseado em uma série de TV de 1953. A primeira Bolha-Monstro do cinema foi feita com borracha + tripas bovinas...


"X the Unknown" (O Estranho de um Mundo Perdido ,1956) 



Diretor: Leslie Norman
Roteiro: Jimmy Sangster
FX: Phil Leakey

Stars: Dean Jagger, Edward Chapman, Leo McKern, Anthony Newley 



* O Dr. Adam Royston ( Dean Jagger) enfrenta um organismo radioativo e vivo, parecido com uma bolha brilhante, que sai do centro da terra para aterrorizar uma pequena cidade da Escócia... 






Produção Hammer. Era para ser uma continuação do filme anterior, mas o escritor/roteirista Nigel Kneale não permitiu que seu personagem  Prof. Bernard Quatermass fosse o protagonista...


" Quatermass II" (Enemy from Space/Usina de Monstros 1957). 



Diretor: Val Guest
Roteiro: Nigel Kneale
FX: Phil Leakey, Bill Warrigngton
Stars: Brian Donlevy, John Longden, Sidney James,Vera Day



 * O professor Bernard Quatermass ( Brian Donlevy) descobre uma invasão alienígena que chega com uma chuva de meteoros. 


Os aliens são pequenas criaturas parecidas com bolhas, parasitas que transformam os humanos em zumbis. Quando ameaçados, eles se fundem em grandes e mortíferas bolhas assassinas gigantes, que são destruídas...
Sim, novamente a Hammer, a pioneira dos Blob Monsters!





 "The Blob" (A Bolha Assassina ,1958)







Diretor: Irvin S. Yeaworth Jr.
FX: Barton Sloane
Stars: Steve McQueen, Aneta Corsaut, Earl Rowe, Olin Howland





* Uma forma de vida alienígena chega a Terra em um pequeno meteorito. A criatura gelatinosa se alimenta dos seres que absorve, e vai crescendo de forma assustadora. Apenas um grupo de adolescentes sabem da verdade e tentam combater a mais famosa Bolha Monstruosa do cinema...





"Bijo to Ekitai Ningen" (The H-Man/O Monstro da Bomba-H, 1958) 




Diretor: Ishiro Honda
FX: Eiji Tsuburaya
Stars: Kenji Sahara, Ahihiko Hirata, Yumi Shirakawa,  Koreya Senda




Um navio passa por uma zona de testes com uma bomba de hidrogênio. A radiação cria criaturas protoplasmáticas que dissolvem os corpos humanos, absorvendo-os.








Os "homens-H" se escondem nos esgotos de Tóquio, aonde são destruídos com lança-chamas.
Honda & Tsuburaya dão uma pausa em seus monstros-gigantes (Gojira, 1954 & Rodan, 1956), para uma abordagem diferente do perigo atômico, com um sub-plot envolvendo tráfico de drogas e um clima de film-noir...



"The Flame Barrier" (O Raio Misterioso, 1958)  



Diretor: Paul Landres
Roteiro: Pat Fielder, George Worthing Yates
FX: Richard (Dick) Smith, Westheimer Company
Stars: Arthur Franz, Kathleen Crowley, Robert Brown



Uma mulher contrata uma dupla de aventureiros para ajuda-la a encontra seu marido desaparecido enquanto procurava por um satélite experimental que havia caído no interior das selvas de Yucatán.  




O trio encontra o satélite, e descobre que uma estranha e perigosa forma de vida alienígena veio de carona. A criatura protoplasmática, cresce sem parar e emite um raio de calor que mata homens e animais...






 “Caltiki, Il Monstro Immortale” (Caltiki, o Monstro Imortal ,1959)


Diretor: Robert Hamton (Ricardo Freda e Mario Bava)
FX: John Foam (Mario Bava)
Stars: John Merivale, Didi Sullivan, Gérard Herter, Giacomo Rossi Stuart



Uma grande bolha nojenta e corrosiva é encontrada por arqueologistas em uma ruína dos Maias.



 Ela seria Caltiki- um antigo deus Maia (ou uma criatura originada da radiação de testes atômicos...), que se alimenta (é claro...) de seres humanos, podendo também se dividir em outras bolhas. Um cometa que se aproximada de Terra alimenta com sua radiação a massa gelatinosa, que não para de crescer. Lança-chamas é a solução para os problemas. Novamente...



 Contam as lendas, que para um maior realismo nos efeitos especiais (com pouco orçamento), o futuro Mestre dos Giallos- Mario Bava- utilizou centenas de quilos de vísceras de animais com um coitado de um dublê embaixo, para mover a criatura...




 “ The Flesh Eaters” (1964)




Diretor: Jack Curtis
FX Roy Benson
Stars: Martin Koslek, Barbara Wilkin, Rita Morley, Ray Tudor




Um grupo de náufragos chega a uma ilha remota aonde um cientista maluco (Koslek) faz experimentos com  bactérias mutantes que devoram carne humana.  Quando a eletricidade é utilizada para tentar mata-las, elas se combinam em um bolha gigante...





             Um trash-cult movie favorito para muitos...


“ The Creeping Terror” (1964)




Direção: John Sherwood
FX: John Lackey, Clifford Stine
Stars: Vic Savage, Shannon O’Neill
Uma espaçonave cai  no deserto do Colorado. De seu interior sai uma criatura alienígena rastejante e devoradora de humanos...







John Lackey foi um especialista em “defeitos” especiais (Plan 9 from Outer Space, The Amazing Colossal Man...) e o criador deste bizarro e hilário monstro informe, geralmente descrito como um "Tapete Ambulante" !







“Island of Terror” ( A Ilha do Terror, 1966)




Diretor: Terence Fisher
FX: John St John Earl
Stars: Peter Cushing, Edward Hudd, Carole Gray, Eddie Byrne




Um cientista britânico (Cushing), em uma pequena ilha, faz experimentos revolucionários tentando uma cura para o câncer. Ela acaba produzindo criaturas parecidas com amebas gigantes com tentáculos. As criaturas se multiplicam rápido e, sugam os ossos de suas vítimas...



Fisher & Cushing repetem a parceria famosa na Hammer (The Curse of Frankenstein, Horror of Dracula...) aqui para a pequena produtora Planet .




“Beware! The Blob” (Son of Blob, 1971)



Diretor: Larry Hagman
FX:  Dean Cundey, Tim Barr
Stars: Robert Walker, Carol Lynley, Burgess Meredith, Gerrit Graham



Um pedaço congelado da Bolha original é trazido do Ártico e, claro, volta a vida e começa a crescer depois de devorar um gatinho...  




Do mesmo produtor (Jack H.Harris) do sucesso “The Blob” (1958). Único filme dirigido pelo ator/comediante Larry Hagman. Uma comédia (totalmente sem graça) e trash, que pretendia ser uma sequencia/ homenagem/parodia do filme original- A primeira vítima humana está assistindo a uma reprise de “A Bolha Assassina” na TV...



Apesar de tudo, os efeitos especiais de Dean Cundey são bons. A Bolha foi feita (assim como no original) com silicone e tinta vermelha.


“Santo Contra los Asesinos de Otros Mundos” (1971)



Diretor : Ruben Galindo
Stars: El Santo , Juan Galardo, Sasha Montenegro, Carlos Agosti.

A policia mexicana investiga as mortes misteriosas (os corpos são encontrados descarnados, mas com suas roupas) de pessoas importantes para a economia do país. 



Um vilão louco (Agosti) exige 10 milhões em barras de ouro para cessarem os ataques. O herói-lutador mascarado El Santo (Rodolfo Guzmán Huerta) é chamado para ajudar, e descobre que o assassino é uma “bolha” alienígena originada por microrganismos encontrados em uma rocha lunar...



                         O carpete sujo está indo sozinho para a lavanderia???


                                          Não! Esta é A Bolha Assassina Mexicana!






"Gojira Tai Hedora" (1971)



Direção: Yoshimitsu Banno
FX: Teruyoshi Nakano
Stars: Akira Yamauchi, Toshio Kimura, Toshio Chiba, Keiko Mari





O lixo industrial e os detritos lançados nos oceanos transforma uma forma de vida alienígena (vinda em um cometa) em um monstro horrendo e gigante: Hedora, uma massa deformada que se alimenta de poluição, e lança gás venenoso e raios!




 Gojira (Godzilla), o rei dos monstros, criado pela radiação combate a aberração...





"The Stuff" (A Coisa, 1985)





Diretor/ Roteiro: Larry Cohen
FX: David Allen, Jim Danforth, Ed French

Stars: Michael Moriarty, Andrea Marcovicci, Garrett Morris, Paul Sorvino




Uma meleca sai das entranhas da Terra, e caba sendo comercializada como uma sobremesa (tipo sorvete/yogurt) de muito sucesso. 




Mas a cremosa, deliciosa e viciante "Coisa", é um ser vivo que  se apossa da mente de seus consumidores, e depois de seus corpos...








                              Consumir ou ser consumido? Eis a Questão!!!



"Creepshow 2" ( Show de Horrores,1987)




Diretor: Michael Gornick
FX/Make-up: Howard Berger Ed French, Greg Nicotero
Stars: Tom Savini, George Kennedy, Dorothy Lamour

Antologia de terror & comédia baseada em contos de Stephen King. O segundo episódio se chama "The Raft" (A Balsa) : Quatro estudantes universitários decidem passar um fim de semana em um lago isolado.



 Se instalam em uma balsa no meio do lago, e descobrem que estão ameaçados por uma imensa bolha negra flutuante e carnívora!










“The Blob” (A Bolha, 1988)




Diretor: Chuck Russell
FX: Dream Quest Images, Lyle Conway
Stars: Kevin Dillon, Shawnee Smith, Donovan Leitch, Candy Clark



Um meteorito, um mendigo, jovens rebeldes e A Bolha. Que devora.E cresce. E cresce...











Remake do clássico de 1958. Agora o produtor Jack H. Harris acerta no tom. Não existe novidades no roteiro, mas os efeitos especiais  e maquiagens são estupendos. E nojentos.




 Não tem o charme do original, mas é uma das melhores refilmagens de filmes de ficção dos anos 50, nos 80-Juntamente com “The Thing” (1982) & “The Fly” (1986), pertencentes igualmente ao chamado "Body Horror".




"Bacterium" (2006)




 Diretor/Roteiro: Brett Piper
 FX: Brett Piper

Stars: Alison Whitney, Benjamin Kanes, Miya Sagara



Um grupo de amigos descobre em um prédio abandonado uma arma biológica que fugiu do controle: Uma mutação bacteriana acelerada, que se multiplica e aumenta de tamanho, com fome de carne humana.



 O cientista maluco (i)responsável pelo experimento, e uma força militar secreta tentam conter a bolha monstro... 




Uma das muitas produções baratas e independentes do "faz tudo" Brett Piper, com inspiração nos filmes de terror/sci-fi anos 50-60...



"A Bolha" passou a ser um ícone do Terror, ao lado dos mais antigos e tradicionais monstro clássicos, como vampiros, lobisomens, etc. Muitos filmes fizeram homenagem a bizarra criatura, apresentando suas versões da meleca viva perigosa...



"Evolution" ( Evolução, 2001) de Ivan Reitman





"Scooby Doo 2 : Monsters Unleashed" ( Scooby-Doo 2: Monstros à Solta, 2004) de Raja Gosnell



                                  O Monstruoso "Algodão Doce" (Cotton Candy Glob)




                                   O muito perigoso "Tar Monster" (Monstro de Piche)



"Monsters Vs. Aliens (Monstros Vs. Alienígenas, 2009) de Rob Letterman e Conrad Vernon







*B.O.B. (Bicabornato Ostilizeno Benzoato) é uma bolha viva, indestrutível, faminta e apaixonada por inanimadas gelatinas. Uma das mais divertidas homenagens ao gênero...



"The Cabin in the Woods" (O Segredo da Cabana, 2012) de Drew Goddard






"Goosebumps" (Goosebumps: Monstros e Arrepios, 2015) de Rob Letterman





Cuidado! Muito cuidado...A BOLHA...Vive!!!